Cinco Técnicas para Ativar sua Inspiração Criativa

Cinco Técnicas para Ativar sua Inspiração Criativa

Quem trabalha com Arte, seja na arteterapia, na arte-educação, no voluntariado, artesanato em oficinas criativas ou mesmo como hobbie, não pode deixar de cuidar da sua inspiração criativa. Não é porque trabalhamos com Arte que estamos ilesos da síndrome da folha em branco, não é mesmo?

Ao longo desse período treinando profissionais em meus cursos e oficinas observo cada vez mais que, por justamente trabalharmos com a Arte, estamos mais expostos aos momentos em que falta esse combustível precioso de nosso trabalho: a inspiração.

E por a Arte ser tão sutil e ser a voz do coração (veja meu outro post que falo sobre isso aqui) temos a obrigação prazerosa de cuidar da inspiração em nossas vidas da mesma forma que nos preocupamos em nos capacitar com técnicas artísticas, conhecer materiais e teorias.

Ao contrário do que se acredita, inspiração não é algo que caia do céu ou um prelúdio dos deuses.

Inspiração é uma conquista diária com técnicas que façam você se aproximar do que lhe dá prazer, acionando a válvula propulsora da criatividade.

Por isso, vou compartilhar aqui 5 técnicas que utilizo no meu dia a dia e também ensino as minhas alunas para reativar a Inspiração Criativa na sua vida!

  1. Entrar em contato com a Natureza

Ao estarmos em contato com a Natureza conseguimos observar formas, cores, movimentos que são ricas fontes de inspiração criativa. Ao observarmos uma simples folha ou flor podemos sentir sua fragrância, perceber inúmeros tons de cor, texturas e contornos e formatos.

Essa é uma das fontes que mais me inspiram.

Se estou estressada ou agitada e tenho a síndrome da folha em branco, corro para as minhas plantinhas ou vou caminhar em um parque ou jardim.

Em poucos minutos, com a inspiração a todo vapor.

O mesmo vale para usar os elementos da Natureza como suporte (um exemplo é a (pintura em folhas secas que ensino no meu ebook) ou ferramenta, como a técnica de pintar com flores, ensinada no meu curso online TOP Técnicas de Arte Criativa.

  1. Usar materiais artísticos diferentes para fazer a mesma técnica

Um ótimo exercício é mudar o material artístico que você utiliza para fazer uma atividade. No desenho com régua experimentei usar lápis grafite, lápis de cor, giz de cera, lápis aquarelável, pastel oleoso e até tinta guache. O resultado foi inspirador! Por mais que usasse a mesma técnica, ao mudar de material pude me relacionar e expressar de forma diferente. 😉

Então se você está habituada a uma mesma atividade, que tal mudar o material artístico que utiliza? Você vai se inspirar e surpreender!

  1. Meditar ou silenciar por 5 minutos e depois rabiscar

Ao meditar, pausar silenciar ao longo do dia, mesmo que seja somente por 5 minutos, você resgatará o contato com a sua essência. Sairá do estresse, da tensão e da exaustão mental que impedem o seu relacionamento com a inspiração criativa. Sairá do caos para a bonança. 🙂

Entre em contato com a sua respiração, faça umas três respirações profundas, observe o ar entrar e sair do seu corpo e, em seguida, rabisque em um papel, sempre com a atenção na sua respiração.

Faço esse exercício todos os dias e posso te garantir que funciona muito mais do que você pode imaginar!

  1. Caminhar como turista na mesma cidade e fotografar o que te encanta

Aproveite o seu dia a dia para se inspirar na sua própria cidade. Essa técnica vivenciei quando comecei a observar o trajeto que fazia há mais de cinco anos em uma rua perto da minha casa e não visualizava a beleza que ela me oferecia diariamente. Deixava passar, por estar com pressa demais para andar como turista na minha própria cidade. Quando comecei a me permitir encantar pelo o que estava ao meu redor (graças também à minha prática diária de Atenção Plena) vi a mesma rua se transformar aos meus olhos e passei a me encantar e fotografar o que me inspirava. Detalhes pequenos, mas preciosos e inspiradores.

Então, minha dica é para você fazer o mesmo. Se encantar na sua cidade, pela rua que você passa, pense que é um turista, pois quando visitamos cidades e lugares desconhecidos conseguimos perceber a beleza do local que a rotina nos impede de ver. 😉 Se quiser fotografe esses detalhes sem estresse e vá armazenando essas imagens inspiradoras para poder se inspirar nelas em dias não tão inspiradores.

  1. Ter seu Caderno de Rabiscos

Tenha um bloquinho para rabiscar sempre à mão! Essa dica é antiga minha, mas ela me salva muitooo quando estou sem inspiração para poder reenergizar minha fonte criadora. Levo o bloquinho comigo na bolsa e rabisco. Simples e eficiente! Melhor do que zapear no celular, te garanto! 😉

Essas foram só 5 técnicas para te ajudar a resgatar a inspiração criativa. Uma palinha do que venho ensinando nos meus cursos e oficinas, online e presenciais.

No meu treinamento online Oficina Criativa para Profissionais, por exemplo, dou de bônus um módulo completo com 7 Técnicas práticas para estimular a criatividade. Meu objetivo é  ajudar as alunas a recarregarem suas energias criativas. Para mim esse é um combustível fundamental no nosso trabalho e faço questão de ajudar as alunas a terem recursos para se inspirar diariamente na sua profissão.

Assista abaixo o vídeo  da LIVE! que fiz no Facebook na qual explico detalhadamente as 5 Técnicas e mostro meus trabalhos. 😉

Participe da Aula Inaugural Gratuita TURMA 5 - Oficina Criativa Profissionais

Vem conhecer todos os benefícios de uma Oficina Criativa e saber como montar sua própria Oficina na Aula Inaugural da Turma 5 do meu treinamento online Oficina Criativa para Profissionais.

Será online e gratuita, no dia 11/06, as 19h.

Essa é uma oportunidade única para você, que é arteterapeuta, arte educador, professor, voluntário ou profissional que deseja trabalhar com Arte e aprender a ativar a Criatividade e a Autoestima de crianças, adolescentes, adultos ou idosos, construindo sua Oficina Criativa, junto comigo. 🙂

Clique no botão abaixo e participe gratuitamente. ⤵️

Participar!

Ebook Gratuito: Três técnicas de Arte Criativa para ativar sua Criatividade

😓 Está cansada de buscar técnicas artísticas para suas aulas de arte ou sessões de arteterapia? Baixe AGORA o Ebook Três Técnicas Comprovadas para Ativar a Criatividade com a Arte Criativa e entre em contato com um método novo que ajuda a driblar o BLOQUEIO CRIATIVO de crianças, adolescentes, adultos e idosos.
Clique no botão abaixo e baixe seu E-Book gratuito. ⤵️
BAIXAR GRÁTIS AGORA!

Gostou desse post? Então compartilhe com os amigos e deixe aqui seu comentário.⤵️

O milagre da arte: ver de verdade!

imagem_post_olhar-horz

Você pode começar a ler este post e pensar: o que este papo todo tem a ver com arte? A minha resposta: não desiste que você logo saberá o porquê. 😉

Desde que comecei a ter um espaço maior de arte na minha vida, comecei a ter uma relação diferente com o mundo. A minha percepção mudou e conforme passam os dias, ela só vai mudando e mudando. Como se uma venda tivesse saído dos meus olhos que estavam bloqueados por “couraças” de olhares viciados.

Na prática, comecei a perceber a mudança de pequenas coisas, singelas mudanças. Como a passagem das estações e seus sinais na natureza que está ao meu redor. Sempre ouvi dizer pelos estudiosos em geografia que aqui, no Rio de Janeiro, como em outras regiões do Brasil, não tínhamos a mudança das estações (ok, o calor é eterno, no verão ou inverno kkk).

Mas essa informação não me fazia perceber a transformação da natureza ao passar de uma estação para outra, ao ver flores nascendo, a natureza se renovando. Uma transformação sutil e ignorada pela correria do dia. Quem percebe atualmente que uma árvore perde todas as folhas no inverno e torna a reviver na primavera de forma tão exuberante e viva que, se descrita, transforma-se em fenômeno inacreditável aos nossos olhos.

Sim, passei a observar essas sutilezas. Sim, passei a contemplar esse milagre da natureza e a realizar o quanto a beleza nos cerca e SEMPRE nos cercou. Esse milagre está agora aí a sua volta também. 🙂

Mas o que tudo isso tem a ver com arte e criatividade? Como disse, a prática artística direcionada para criatividade me fez, pouco a pouco, ver diferente, quer dizer, ver REALMENTE. Antes, fazia a mesma caminhada pela rua e não notava essas nuances e transformações. Agora, elas saltam aos meus olhos.

Então, esse post é um pouco para provocar em você essa vontade de ver de verdade. De ver essa mágica acontecer. Pois ela está aí, bem pertinho de você. Na imagem acima coloquei um pequeno registro do que observo e me encanta: a mesma árvore no inverno e na primavera. 😉

Para você não pensar que vou deixar de ser mais incisiva e dar um empurrão para você começar a exercitar esse novo olhar, vamos lá! Vem comigo!

  1. Pegue um bloco de papel (pode ser o seu bloquinho de rabisco ;)) e um lápis grafite e vá caminhar em algum local perto da natureza, praça, rua arborizada, jardim…
  2. Escolha um local para sentar. Observe a natureza a seu redor. Sempre respirando profundamente, conectando-se com sua respiração.
  3. Escolha uma flor, folha, tronco, galho, fruto, árvore, pássaro, jardim qualquer elemento da natureza que lhe despertar atenção e encantamento;
  4. Apenas observe sem julgamentos, sem pensar o que aquele elemento representa ou qual seu significado;
  5. Entre em contato com suas curvas, formas e cores. Perceba a luz que cai sobre ele. Como ele se movimenta;
  6. Agora pegue seu bloquinho e comece a desenhar o que mais gostou de observar (não precisa ser uma cópia, mas um registro do que percebeu e sentiu). Não quero que se preocupe em retratar realisticamente o objeto, mas sua percepção sobre ele.
  7. Faça quantos desenhos desejar;
  8. Tire uma foto desse elemento e dos que mais gostar;

Pronto! Continue fazendo esse exercício. Às vezes, tire fotos e em casa desenhe usando esse mesmo método. Mas não pule as etapas da observação. 😉

E aí? Gostou? Fez sentido para você? Conta pra mim nos comentários, vou adorar saber sua opinião. Se você puder, compartilhe com os amigos para eles também ampliarem o olhar.

Inspire-se na Natureza e aumente sua criatividade!

post_textura_natureza

Preparei uma atividade para você quebrar a rotina e inserir mais criatividade no seu dia. Amo inventar texturas e experimentar maneiras diferentes de criá-las. Combinar técnicas diversas e fazer do momento de arte um laboratório de experiências criativas é muito prazeroso para mim.

Acredito que quando abrimos um espaço em nosso dia para dar voz e ação a criatividade conquistamos automaticamente um sentimento de felicidade interna. Você só vai acreditar experimentando. 😉

Produzir texturas mobiliza diretamente esse nosso lado criativo. Não tem certo ou errado e é uma atividade que, aos poucos, nos envolve, por sua beleza e resultado surpreendente.

Neste vídeo quis passar um pouco do meu processo criativo e da minha sensação ao fazer essa técnica. Meu único objetivo é te inspirar a encontrar esse tempinho no seu dia para se dedicar também a sua arte e ser mais feliz. 😀

Assista ao vídeo e depois me conta o que achou. Se preferir, acompanha o passo a passo, logo abaixo, que explico tudo o que fiz pra você não perder nadinha.

Siga os passos abaixo. 😉

  1. Separe o material para ser utilizado: folha A4 ou caderno com folhas não pautadas, giz de cera colorido, folhas e galhos de tamanhos diversos, aquarela, pincel, pote com água, papel toalha. Ah! Não esqueça de colocar a sua playlist favorita ;). Se preferir pode acessar a minha aqui;
  2. Com o material separado chegou a hora de respirar profundamente umas três vezes, pelo menos;
  3. Agora você começará a fazer as texturas que desejar usando a técnica de Frottage. Coloque as folhas e galhos embaixo da folha de papel e passe o giz de cera por cima do papel. Você verá que surgirá uma impressão no papel com as nuances das folhas e galhos.
  4. Repita esse processo quantas vezes desejar! Esse é o momento de você brincar com cores e formas. Junte um ou dois materiais e faça impressões diferentes. Cada cor tem uma forma de se expressar no papel, criando diferentes tipos de texturas;
  5. Na minha experiência com giz pastel oleoso, obtive um resultado com maior volume e não tão liso quanto no giz de cera. Vale você experimentar também com esse material. 😉
  6. Depois disso, chegou a hora de aquarelar. Brincar de pintar por cima do giz de cera. Você verá que a cor da aquarela modificar-se-á de acordo com a área atingida (maior ou menor concentração de giz de cera). Experimente diferentes cores e brinque com esse resultado. Divirta-se pintando!
  7. Agora, minha proposta é você inverter. Aquarelar um papel e depois fazer a técnica de Frottage com giz de cera. Verá que o resultado será completamente diferente! 😀

Como te falei, amei essa experiência e espero que você goste também. Não só o resultado artístico é muito satisfatório quanto a sensação interna é prazerosa e de felicidade.

Então, começa agora a fazer arte! Deixa pra mim seu comentário e compartilha com quem você gosta!