O que são Materiais de Transição na Arteterapia?

Neste vídeo explico a função dos materiais de transição ou intermediários na Arteterapia e a linguagem subjetiva desses Materiais de Arte que podem ajudar tanto no trabalho terapêutico quanto pedagógico.

Dê o PLAY no vídeo e conheça um pouco mais sobre esse grupo de materiais. 🙂

Oficina Materiais Artísticos, sua linguagem subjetiva e terapêutica

Uma oficina com video-aulas gravadas e ao vivo que permitirá a sua jornada de descoberta das características e relações que os materiais artísticos estabelecem com o ser humano.  A partir de exercícios, teoria e vivências para que você possa compreender na prática essa linguagem única dos materiais artísticos e construa o seu mapa terapêutico a partir dessa relação.

Conheça todas as informações sobre esta oficina.  É só clicar no botão abaixo. 

Garanta sua Vaga!

Construa em 5 minutos sua Mandala de Gratidão

Construa em 5 minutos sua Mandala de Gratidão

Que tal construir uma Mandala, em poucos minutos, que trará o sentimento de gratidão para o seu dia e fará você se sentir mais feliz com você mesmo?
Você só vai precisar de papel A4, comum, caneta esferográfica, lápis de cor ou giz de cera ou pastel oleoso em cores variadas.
Então vamos lá:
  1. Coloque uma música que te traga sensação de paz, pode ser sons da natureza, de meditação… (Lá no meu canal do YouTube tem algumas dicas de música para te inspirar neste momento);
  2. Conecte-se com a sua respiração. Inspire e espire, pelo menos, três vezes;
  3.  Escreva em um papel, frases que comecem com “Eu sou grata por…”
  4. Escreva sem pensar, sem críticas ou julgamentos
  5.  Conecte-se com o seu coração, com o seu Sentir.
  6. Escreva livremente, não há limite de frases.
  7. Depois, em uma outra folha de papel desenhe corações. Um dentro do outro com as cores que sintonizarem com você, com este momento, com o seu sentie.
  8. Deixe fluir o sentimento de gratidão, conectando-se com as cores e formas dos corações sendo desenhados.
  9. Pinte-os depois. Sempre se conectando com esse sentimento de gratidão por você mesmo.
  10. Pronto! Você construiu a sua Mandala dá Gratidão.
  11. Contemple-a! E, se sentir vontade, pode escrever, no papel, palavras, frases que sentiu. 🙂
  12. Deixe-se invadir pela energia positiva deste momento;
  13. Guarde seu material e sua Mandala, se desejar, coloque-a em um local em que possa sempre visualiza-la para concectar-se com essa energia.
E aí? Gostou? Deixa seu comentário aqui embaixo me contando sua experiência. E compartilhe com os amigos que também precisam se conectar com essa energia de gratidão. 😘
NOVIDADE de Arte Criativa para esse fim de ano: a 🎉promoção Um Bom Ano. Montei (com todo amor e carinho)❣ 3 KITs pra você se presentear ou presentear as pessoas amadas com Experiências Online de Arte Criativa.
°
✅ KIT ARTE+MEDITAÇÃO
°
✅KIT MULHER E A ARTE
°
✅KIT TOP TÉCNICAS
°
⭐Todos os KITs têm de BÔNUS 3 atividades da Oficina Um Bom Ano: Amuleto das Boas Vibrações, Árvore da Gratidão e Mandala dos Desejos 2019.
°
↘️Acesse todas as informações em http://bit.ly/patdinizumbomano 

Inspire-se na Natureza e aumente sua criatividade!

post_textura_natureza

Preparei uma atividade para você quebrar a rotina e inserir mais criatividade no seu dia. Amo inventar texturas e experimentar maneiras diferentes de criá-las. Combinar técnicas diversas e fazer do momento de arte um laboratório de experiências criativas é muito prazeroso para mim.

Acredito que quando abrimos um espaço em nosso dia para dar voz e ação a criatividade conquistamos automaticamente um sentimento de felicidade interna. Você só vai acreditar experimentando. 😉

Produzir texturas mobiliza diretamente esse nosso lado criativo. Não tem certo ou errado e é uma atividade que, aos poucos, nos envolve, por sua beleza e resultado surpreendente.

Neste vídeo quis passar um pouco do meu processo criativo e da minha sensação ao fazer essa técnica. Meu único objetivo é te inspirar a encontrar esse tempinho no seu dia para se dedicar também a sua arte e ser mais feliz. 😀

Assista ao vídeo e depois me conta o que achou. Se preferir, acompanha o passo a passo, logo abaixo, que explico tudo o que fiz pra você não perder nadinha.

Siga os passos abaixo. 😉

  1. Separe o material para ser utilizado: folha A4 ou caderno com folhas não pautadas, giz de cera colorido, folhas e galhos de tamanhos diversos, aquarela, pincel, pote com água, papel toalha. Ah! Não esqueça de colocar a sua playlist favorita ;). Se preferir pode acessar a minha aqui;
  2. Com o material separado chegou a hora de respirar profundamente umas três vezes, pelo menos;
  3. Agora você começará a fazer as texturas que desejar usando a técnica de Frottage. Coloque as folhas e galhos embaixo da folha de papel e passe o giz de cera por cima do papel. Você verá que surgirá uma impressão no papel com as nuances das folhas e galhos.
  4. Repita esse processo quantas vezes desejar! Esse é o momento de você brincar com cores e formas. Junte um ou dois materiais e faça impressões diferentes. Cada cor tem uma forma de se expressar no papel, criando diferentes tipos de texturas;
  5. Na minha experiência com giz pastel oleoso, obtive um resultado com maior volume e não tão liso quanto no giz de cera. Vale você experimentar também com esse material. 😉
  6. Depois disso, chegou a hora de aquarelar. Brincar de pintar por cima do giz de cera. Você verá que a cor da aquarela modificar-se-á de acordo com a área atingida (maior ou menor concentração de giz de cera). Experimente diferentes cores e brinque com esse resultado. Divirta-se pintando!
  7. Agora, minha proposta é você inverter. Aquarelar um papel e depois fazer a técnica de Frottage com giz de cera. Verá que o resultado será completamente diferente! 😀

Como te falei, amei essa experiência e espero que você goste também. Não só o resultado artístico é muito satisfatório quanto a sensação interna é prazerosa e de felicidade.

Então, começa agora a fazer arte! Deixa pra mim seu comentário e compartilha com quem você gosta!

Cansada de decidir tudo na vida? Vamos fazer manchas de tinta!


técnica manchas e colagem

 

Como já falei em outros posts, adoro fazer manchas. Quando faço essa técnica, libero minhas tensões, me torno mais leve e criativa. Gosto da sensação de não saber qual resultado terei em uma pintura. Experimentar esse momento de não decidir. É fantástico! \o/

Muitas vezes passo o dia todo decidindo coisas pra mim e pra todo mundo aqui em casa!! Fico doidinha!! 😀 Não é fácil assumir múltiplos papéis (mãe, mulher, profissional, filha… 😯 ) e ter que decidir diferentes assuntos ao mesmo tempo.

Em dias assim, vou para o meu cantinho criativo e não quero decidir nada. Coloco uma playlist zen e começo a fazer manchas no papel. Faço várias, das mais diferentes cores. É um momento mágico! Automaticamente sinto minha mente esvaziar e a sensação de paz toma conta de mim.

Existem diversas técnicas com manchas e podemos fazê-las com variadas tintas, papeis e até em telas. Vou ensinar agora para um passo a passo bem simples para você testar também essa atividade aí na sua casa, no seu cantinho sagrado de arte.  😉

Veja como fazer suas manchas e ficar relax:

  1. Separe o material: nanquim colorido ou anilina dissolvida em água ou álcool, copinhos descartáveis com água, folhas de papel Canson (o papel não pode ser muito fininho, pois pode rasgar), giz de cera, papel higiênico ou toalha, cola e tesoura, jornal ou pedaço de plástico para forrar a mesa;
  2. Chegou a hora de começar a se conectar com o seu momento de arte/relax. Respire profundamente por três vezes. Observe sua respiração, liberando as tensões na expiração e nutrindo-se de boas vibrações na inspiração;
  3. Dilua o nanquim nos copinhos de água (se você usar a anilina, prepare-a com água ou álcool liquido). Repare que a quantidade de gotas de tinta deixará a cor mais ou menos forte. Selecione quantas cores desejar.
  4. Jogue um pouco de tinta no papel (tenha cuidado para não derramar muita tinta). Vá virando a folha fazendo com que a tinta se movimente sobre ela. Pode repetir esse processo com outras cores e, se desejar, troque de folha. Não se esqueça de proteger a sua mesa antes de começar a atividade. O objetivo é desestressar e não ficar na neura caso caia tinta fora da folha. 🙂
  5. Produza quantas manchas desejar. Teste! Faça o processo que te deixe mais tranquilo. Não existe certo e errado e nem procuramos fazer nada específico. Somente deixar tinta fazer suas marcas coloridas no papel.
  6. Depois de ter feito suas manchas, observe sua produção. Se desejar, pode fazer uma composição com elas usando a colagem como recurso. Recorte as formas que mais lhe agradaram e cole em outras folhas manchadas. Você pode também colorir os espaços vazios com giz de cera. Na imagem deste post, recortei e colei e colori o coração que apareceu em uma das minhas manchas. Gostei muito do resultado.

 E o que você achou? Gostou dessa dica? Conta pra mim nos comentários e compartilhe com seus amigos! Assim me motivo mais e mais para escrever para vocês. 😉

Livro de Colorir é relaxante?

técnica anti estresse para livros de colorir usando lápis de cor e giz de cera aquarelável

Muitas pessoas me perguntam se os livros de colorir também servem como método anti estresse e se acalmam a mente. Eu respondo a você: depende…

Quer saber por que?

Você só consegue se desligar, desplugar das preocupações quando faz algo que te permita um momento de tranquilidade, livre de exigências. Nem todo mundo tem afinidade com a técnica de colorir com lápis de cor. Mas isso não significa que não podem aproveitar dos benefícios dos desenhos para colorir.

Cada material artístico nos proporciona um tipo de experiência. É como em um relacionamento, podemos achar lindo por fora, mas na hora de estar junto, nem sempre nos dá tanto prazer. 😛

Isso porque o material ou a técnica utilizada não está acionando o que nos desperta para o relax.

Tem pessoas que curtem desenhos muito detalhados e amam ficar horas colorindo com perfeição cada detalhe. Isso as deixa relaxadas. Se você tem esse perfil, o livro de colorir, da forma padrão que é divulgada, sim, irá te relaxar.

Muita atenção! Se o ato de colorir começar a virar obrigação ou trouxer exigências demais com seus coloridos ou decepção de não conseguir fazer o efeito esperado etc e tal. Pare! Respire fundo e continue lendo esse post para poder entrar para o mundo de colorir de uma outra forma, ok? 😉

Minha proposta, quando uso um livro de colorir ou desenho para colorir, é usar o material artístico e técnica adequada para diferentes perfis (ou estados de humor/ser) com o objetivo de relaxamento e anti estresse. A arte criativa tem o propósito de incentivar a criatividade e proporcionar equilíbrio em nós mesmos. E os livros de colorir são meus aliados em algumas dessas propostas artísticas.

Quer experimentar uma técnica nova em um desenho para colorir? Siga os passos abaixo e mãos à obra!

  1. O material que utilizaremos é: desenho para colorir, de preferência com espaços maiores sem grandes detalhes e que não seja muito grande; lápis de cor aquarelável ou giz de cera aquarelável (uma única cor, a de sua preferência), pincel de aquarela médio ou a caneta aquabrush (ela é um pincel com reservatório de água. Muito prática!), copinho com água e papel higiênico para limpar o pincel. Usei giz de cera preto aquarelável da Reeves, caneta aquabrush (que simplesmente amo pela praticidade de poder aquarelar a qualquer momento!!) e colori um desenho do “Livro de bolso para colorir e relaxar”, editora L&PM.
  2. Com o material já separado, respire três vezes profundamente para entrar em contato com o momento presente.
  3. Com o lápis de cor ou giz de cera vá contornando o interior da figura e fazendo riscos. Deixe áreas brancas, não cubra todo o espaço (como na figura abaixo).
    detalhe da técnica giz cera aquarelável. Rabiscos e contornos com áreas brancas.
  4. Depois do desenho coberto de riscos, umedeça o pincel na água (se necessário, passe o pincel no papel para tirar o excesso) e vá dissolvendo os riscos e contornos que fez. Você pode começar das áreas brancas para as escuras ou vice-versa e verificar qual efeito que mais lhe agradou.post_livrocolorir_4
  5. Lembre-se de respirar em todo o momento. Estamos colorindo para nos divertir e acalmar a mente. 😉
  6. Após dissolver todos os rabiscos e contornos com água, está pronto!!! \0/
  7. Se desejar, pode fazer em mais de um desenho, sem muitos detalhes, e usar mais de uma cor.

 

Gostou? Compartilhe esse post com seus amigos e deixe pra mim um comentário aqui embaixo, quero muito saber sua opinião.