post_textura_natureza

Preparei uma atividade para você quebrar a rotina e inserir mais criatividade no seu dia. Amo inventar texturas e experimentar maneiras diferentes de criá-las. Combinar técnicas diversas e fazer do momento de arte um laboratório de experiências criativas é muito prazeroso para mim.

Acredito que quando abrimos um espaço em nosso dia para dar voz e ação a criatividade conquistamos automaticamente um sentimento de felicidade interna. Você só vai acreditar experimentando. 😉

Produzir texturas mobiliza diretamente esse nosso lado criativo. Não tem certo ou errado e é uma atividade que, aos poucos, nos envolve, por sua beleza e resultado surpreendente.

Neste vídeo quis passar um pouco do meu processo criativo e da minha sensação ao fazer essa técnica. Meu único objetivo é te inspirar a encontrar esse tempinho no seu dia para se dedicar também a sua arte e ser mais feliz. 😀

Assista ao vídeo e depois me conta o que achou. Se preferir, acompanha o passo a passo, logo abaixo, que explico tudo o que fiz pra você não perder nadinha.

Siga os passos abaixo. 😉

  1. Separe o material para ser utilizado: folha A4 ou caderno com folhas não pautadas, giz de cera colorido, folhas e galhos de tamanhos diversos, aquarela, pincel, pote com água, papel toalha. Ah! Não esqueça de colocar a sua playlist favorita ;). Se preferir pode acessar a minha aqui;
  2. Com o material separado chegou a hora de respirar profundamente umas três vezes, pelo menos;
  3. Agora você começará a fazer as texturas que desejar usando a técnica de Frottage. Coloque as folhas e galhos embaixo da folha de papel e passe o giz de cera por cima do papel. Você verá que surgirá uma impressão no papel com as nuances das folhas e galhos.
  4. Repita esse processo quantas vezes desejar! Esse é o momento de você brincar com cores e formas. Junte um ou dois materiais e faça impressões diferentes. Cada cor tem uma forma de se expressar no papel, criando diferentes tipos de texturas;
  5. Na minha experiência com giz pastel oleoso, obtive um resultado com maior volume e não tão liso quanto no giz de cera. Vale você experimentar também com esse material. 😉
  6. Depois disso, chegou a hora de aquarelar. Brincar de pintar por cima do giz de cera. Você verá que a cor da aquarela modificar-se-á de acordo com a área atingida (maior ou menor concentração de giz de cera). Experimente diferentes cores e brinque com esse resultado. Divirta-se pintando!
  7. Agora, minha proposta é você inverter. Aquarelar um papel e depois fazer a técnica de Frottage com giz de cera. Verá que o resultado será completamente diferente! 😀

Como te falei, amei essa experiência e espero que você goste também. Não só o resultado artístico é muito satisfatório quanto a sensação interna é prazerosa e de felicidade.

Então, começa agora a fazer arte! Deixa pra mim seu comentário e compartilha com quem você gosta!

Facebook Comments